As vacinas para frangos/galinhas contra as infecções pelo Metapneumovirus aviário

As vacinas formam uma parte importante da estratégia de controle efetivo contra as infecções pelo Metapneumovirus aviário.

Novos desenvolvimentos

Novos desenvolvimentos no campo das vacinas contra o Metapneumovirus Aviário incluem a inserção de imunógenos específicos (como a glicoproteína F) em, por exemplo, um vetor de Bouba Aviária.  A vacinação com a vacina experimental resultou em anticorpos contra o MPV em perus e na indução de  proteção ao desafio com MPV.  Estudos realizados em perus após o uso da vacinas in-ovo também tem sido relatados.

Atualmente, estão sendo desenvolvidas e avaliadas vacinas de subunidade.  Estas tecnologias oferecem esperança para um melhor controle das infecções pelo MPV no futuro.

Vacinas disponíveis

Tanto as vacinas vivas como as vacinas inativadas, são utilizadas para o controle das infecções pelo MPV.  As infecções nos frangos de corte são controladas com vacinas vivas.  Em poedeiras e reprodutoras são utilizadas vacinas vivas como primovacinações e após isso é feita a vacinação com vacina inativada.

Vacinas vivas

Vacinas inativadas

  • Nobilis RT inac e suas combinações formam um conjunto de vacinas inativadas de alta qualidade.

Características:

  • Efetiva e inócua
  • Ampla proteção quando é usada em sua apresentação com vários antígenos
  • Não interfere com os programas de vacinações
  • Efetivo estímulo antes da postura

Para maior informação consultar vacinas inativadas para galinhas

Também consultar vacinas para perus contra o Metapneumovirus Aviário